5 dicas para aprimorar a gestão de energia na sua empresa

5 dicas para aprimorar a gestão de energia na sua empresa

Saber aprimorar uma gestão de energia de maneira eficiente em uma empresa pode trazer mais benefícios do que você imagina. Além de contribuir  diretamente para reduzir as despesas, deixando-a mais barata, também pode envolver questões relacionadas com a sustentabilidade. 

Entre os benefícios gerados por meio dessa gestão, estão o aumento da eficiência da empresa, a diminuição dos desperdícios de energia, a melhoria da confiabilidade do sistema elétrico, e como já citado anteriormente, a redução de custos com a energia. 

Nesse sentido, a Replace preparou 5 dicas para aprimorar a gestão de energia na sua empresa. Deslize para baixo e continue acompanhando esse conteúdo.

Como aprimorar a gestão de energia da minha empresa?

Uma gestão energética deve incluir um conjunto de ações, planos e elementos interligados para tornar as empresas mais eficientes. É recomendável estabelecer um planejamento energético a fim de atingir alguns objetivos traçados. 

Tornar o uso da energia eficiente na empresa, entendendo onde melhorar significa um maior potencial de investimento em outras áreas estratégicas do negócio, além de aumentar a competitividade dentro do mercado. Vamos às dicas!

1- Aproveite a iluminação natural do ambiente

Parece básico, mas faz toda a diferença!

É importante estarmos em contato com a luz natural durante o período diurno. Ampliar as janelas, telhados que permitem a luz do sol entrar nos ambientes e manter as janelas limpas são alguns passos para aproveitar a iluminação natural.  Muitas ações nesse sentido podem contribuir para diminuir a necessidade de iluminação artificial.

2- Melhore o isolamento térmico

Em processos que envolvem aquecimento ou refrigeração,  melhorar o isolamento térmico pode minimizar as variações de  temperatura, diminuindo, assim, o consumo de energia.

Os processos de aquecimento, geralmente, requerem muita energia. Quanto maior a temperatura, maior o potencial de perdas para o meio ambiente. O isolamento térmico tem a função de minimizar a troca de calor com o meio ambiente, requerendo menos energia para manter a temperatura no valor ideal. Manter portas fechadas de fornos, estufas e outros é fundamental.

Esse mesmo conceito deve ser aplicado nos processos de refrigeração ou conforto ambiental. Aqui também, a escolha dos materiais de paredes, portas e janelas determinará a troca de calor com o meio ambiente. Aqui também, menores perdas para o meio ambiente vão requerer menor volume de energia para manter a temperatura em patamares ideais.

3- Gestão de contratos e acompanhamento de mercado

Quando você está operando no Mercado de Energia, você terá como obrigação gerenciar os contratos. Os contratos de uso do sistema com as distribuidoras e os contratos de energia nos mercados regulado e livre oferecem inúmeras oportunidades.. 

Conhecer os detalhes dos contratos e as principais regras da regulamentação em vigor é obrigação dos profissionais que cuidam de energia. Também o acompanhamento do mercado e do próprio contrato a cada mês permitirá identificar oportunidades para redução de custos e aumento de eficiência. Informações relevantes são encontradas nos seguintes documentos: 

  • Relatórios mensais da CCEE; 
  • Faturas de fornecimento de energia e de uso do sistema de distribuição; 
  • Faturas de energia do mercado livre;
  • Informações sobre a regulação do setor elétrico. 

O acompanhamento do cenário de energia abrangendo o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, o volume de energia natural afluente, a quantidade de usinas termelétricas em operação e o balanço de oferta e demanda de energia, indicará oportunidades para a decisão do momento de comprar energia. Com o contexto e as situações mais realistas, uma gestão energética eficiente fica mais próxima do sucesso e da criação de estratégias relevantes para a empresa.

4 – Utilize equipamentos com selo A do Procel

Essa pode até ser uma dica já conhecida. Como uma ferramenta simples e eficaz, o selo indica os equipamentos e eletrodomésticos mais eficientes e que  consomem menos energia. O selo Procel foi criado em 1993 e apresenta o nível de consumo de cada equipamento, comparativamente com outros de mercado. 

No momento de compra de um novo equipamento, fique atento às informações que esse selo apresenta, dando prioridade para aqueles mais eficientes. Faça sempre uma avaliação custo x benefício. Equipamentos mais eficientes podem ser mais caros. No entanto, a redução de despesas com energia pode compensar muito a diferença dos preços.

5- Troque seus equipamentos

Já ouviu um ditado que o barato sai caro? Essa lógica também acontece bastante com os aparelhos eletrônicos, equipamentos e motores que operam nas empresas.

Aparelhos mais antigos ou com tecnologia defasada, por exemplo, tendem a consumir mais energia. A redução com as despesas com energia que, quando somadas mês a mês, podem justificar a troca dessas máquinas por outras mais eficientes. 

Após as dicas práticas, existem alguns pontos importantes a serem colocados em consideração quando o assunto é uma boa gestão de energia.

Vantagens de uma boa gestão energética

Quando falamos sobre gestão energética, é impossível não falar sobre novas perspectivas e expectativas para o futuro. Toda a economia gerada é pensando em como isso pode impactar diretamente ou indiretamente os próximos passos do seu negócio. 

Por isso, listamos apenas algumas das várias vantagens que as empresas e indústrias provavelmente terão caso queiram adotar um sistema de gestão eficiente. Veja:

  • Redução direta dos custos operacionais envolvidos a partir do aumento considerável da produtividade e otimização dos processos;
  • Planejamentos melhores e mais assertivos, levando em consideração diferentes análises de cenários futuros;
  • Tomadas de decisão mais conscientes devido às informações mais acessíveis e claras;
  • Melhoria na gestão de custos, já que gera clareza dos dados, sendo possível realizar apontamentos detalhados por centro de custo;
  • Aumento da produtividade da equipe, automatizando os processos integrando diferentes setores da organização;
  • Maior clareza da economia alcançada após a implementação das ações.

Agora que você conferiu algumas práticas de como implementar uma boa gestão de energia na sua empresa, além de algumas vantagens, é hora de agir! Esse é o momento de tomar ações corretivas sobre as diferenças significativas entre os resultados reais e planejados. A empresa precisará indicar onde deve aplicar as mudanças que incluem a melhoria de processos ou até mesmo do produto ou serviço.

Para isso, conte com a Replace! Com nossa consultoria independente, o gerenciamento de energia da sua empresa se torna mais eficiente e te oferece os melhores resultados. Fale com um dos nossos consultores.

Veja também

Preencha o formulário para receber novidades e otimizar seus gastos de energia!


Temos um leque de possibilidades para você!