O Programa Mensal de Operação para o mês de março indica que a energia natural afluente será acima da média no submercado Sudeste/Centro-Oeste. A previsão do NOS é que as vazões alcancem 117% da média de longo do mes. No Sul, a estimativa é a mais baixa no país, com 69% da MLT. No Nordeste, a expectativa é de alcançar 80% e no Norte é de 84% da média histórica.

Contudo, a previsão é de que a carga aumente expressivamente quando comparada ao mesmo período de 2019, crescimento de 6,4%, reflexo do maior número de dias úteis em relação ao ano passado e a expansão do consumo em todo o país.

O nível de armazenamento dos reservatórios do país deve manter o ritmo de acumulação, à exceção do Sul. No Sudeste/Centro-Oeste a estimativa é de chegar a 31 de março com 57% ante os 39,2% em 28 de fevereiro. No NE, chegando a 73% ante os 59,9% atuais e no Norte a maior elevação, passando de 45,6% para 70%. No Sul, passando de 20,4% para 29% do máximo armazenável.

logo-replace