Investimentos em energia renovável devem superar os na exploração de petróleo e gás pela primeira vez no próximo ano, segundo o Goldman Sachs. A energia limpa oferece oportunidade de investimentos de US$ 16 trilhões até 2030.

Energias renováveis, que incluem biocombustíveis, devem responder por cerca de 25% de todos os investimentos em energia em 2021 em relação aos 15% em 2014. O impulso se deve em parte ao custo de capital, já que os juros de empréstimos subiram até 20% para projetos de hidrocarbonetos em comparação com apenas 3% para energia limpa.

A energia limpa pode atrair investimentos em infraestrutura entre US$ 1 e US$ 2 trilhões por ano e criar de 15 a 20 milhões de empregos no mundo todo. Já o alto custo de capital para o desenvolvimento de combustíveis fósseis reduz os investimentos, o que pode elevar os preços do petróleo e do gás e, por sua vez, estimular uma transição energética mais rápida.

logo-replace