O MME – Ministério de Minas e Energia aprovou a metodologia a ser utilizada para determinação do despacho horário das usinas geradoras de energia e cálculo do preço horário do PLD – Preço de Liquidação de Diferenças.

O MME também decidiu adiar para JANEIRO/2021 a utilização do PLD Horário para a liquidação financeira das transações no mercado de energia brasileiro, feitos pela CCEE.

A metodologia de cálculo do PLD Horário será implementada em 2 fases. A partir de janeiro/2020, o novo modelo será utilizado, pelo ONS, para programação do despacho das usinas geradoras do sistema elétrico brasileiro. A CCEE calculará e divulgará o PLD Horário mas não o utilizará no processo de liquidação financeira (o chamado PLD sombra). A CCEE também fará e divulgará a simulação da liquidação financeira com essa metodologia.

A partir de janeiro/2021, na segunda fase, o PLD Horário será utilizado pela CCEE na contabilização e liquidação financeira.

A decisão do MME permitirá que os efeitos e resultados da liquidação financeira com base no PLD Horário possam ser conhecidos e estudados ao longo do ano de 2020. Nesse período todos agentes poderão acompanhar e se preparar com antecedência para implantação em definitivo do PLD Horário.

Apesar dessa metodologia trazer benefícios para o sistema como um todo, havia uma preocupação do setor quanto a transição de modelo de preços por patamares de carga para o modelo de preços horários. Na forma estabelecida pelo MME haverá maior segurança quanto a operação do sistema, e correta sinalização de preços aos agentes, permitindo ajustes em sua operação e nos contratos de compra e venda de energia.

Informações adicionais sobre o tema poderão ser obtidas diretamente junto a REPLACE CONSULTORIA através de nosso telefone de contato ou pelas redes sociais.