A primeira negociação de créditos de carbono do RenovaBio foi realizada na B3 no dia 12/06 e precificou os CBIOs a R$ 50, equivalente a US$ 9,92. Os 100 créditos foram comprados pela Datagro Conferences, unidade de eventos da consultoria Datagro. Os créditos foram vendidos pela Adecoagro, que produz etanol e usinas no Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. A escrituração foi feita por meio do Santander.

Os CBIOs serão utilizados para neutralizar as emissões de carbono relacionadas aos eventos realizados em 2020. Cada crédito corresponde ao abatimento de 1 tonelada de carbono. Na Califórnia, produto similar relacionado ao programa Low Carbon Fuels Standard foi negociada pelo valor de 212 dólares, informou a Datagro.

Atualmente, há 733 mil créditos disponíveis na B3, com oferta iniciada em 27 de abril. Além dos efeitos da crise, setor aguarda definição sobre a tributação dos CBIOs – governo trabalha na edição de uma medida provisória e os produtores esperam que seja mantida, ao menos, a proposta vetada na MP do Agro, de 15% de imposto sobre a emissão dos créditos.

logo-replace